Mediafire e Rapidshare na linha de fogo da SOPA

RapidShare e MediaFire são os próximos alvos do FBI, mas ambas empresas divulgaram na imprensa que “não há motivo para alarme“. Seus porta-vozes declararam à mídia que “ao contrário do MegaUpload e FileServe, nosso sistema é transparente e não infringe as leis, portanto o servidor continuará ativo e oferecendo os mesmos serviços de sempre“.

Porém, ambos servidores já estão pensando em formas de deixar as coisas mais legais possíveis para o FBI. O RapidShare já implantou um sistema diferente de upload, onde você precisa ser usuário premium e fornecer informações como nome real e completo, endereço, telefone e CNPJ/CPF. Ainda não se sabe se essa nova regra já está em vigor, mas vários uploaders com conta FREE já relataram não conseguirem subir arquivos para o servidor.

Por enquanto o MediaFire continua funcionando normalmente, mas a diretoria da empresa não descarta mudanças no processo.

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.